Institucional

17/08/2017

Foi realizado na manhã de 12 de agosto, na praia de Itaipu, Região Oceânica de Niterói, um mutirão socioambiental, organizado pela gestão da Reserva Extrativista Marinha de Itaipu e Parque Estadual da Serra da Tiririca (PESET), ambos adminsitrados pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Durante a atividade, foram pintados e adequados 30 barris plásticos de 200 litros cada, que serão utilizados como receptores de lixo e resíduos.

O objetivo, conforme a demanda dos pescadores locais, foi solucionar os problemas que vinham sendo causados pelos lançamento dos resíduos, resultantes da limpeza do pescado no mar.

O gestor da Resex Itaipu, Carlos Henrique Martins, afirmou que "a atividade, além de atrair parcerias fundamentais para a unidade de conservação, poderá propiciar a melhora da qualidade hídrica na praia, pois os restos do pescado terão agora destinação adequada", ressaltou.

 

Os parceiros

Juntamente com as duas Unidades de Conservação estaduais, participaram do mutirão, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Niterói - SMARHS, a Companhia de Limpeza Urbana de Niterói – CLIN, membros do Projeto Aruanã, a Associação Livre de Pescadores Artesanais da Praia de Itaipu - ALPAPI, o Itaipu Surf Hoe, o Museu de Arqueologia de Itaipu, a UFRJ, o Clube Mauna Loa, o Clube Surf Mol Forum de Economia Solidária, a Associação de Moradores e Amigos de Itaipu - AMAITA e voluntários em geral.

Criada em 2013, um dos objetivos da Resex de Itaípú é proteger os meios de vida da população de pescadores artesanais tradicionais da região e garantir a exploração sustentável e a conservação dos recursos naturais renováveis. A Resex compreende as áreas fronteiras às praias de Itacoatira, Itaipu, Camboinhas e Piratininga, e a Lagoa de Itaipu, com cerca de 3.943 hectares.

 

Veja mais:
Conheça as Unidades de Conservação Estaduais