Pequeno grupo de insetos rasteiros, apresentando características morfofisiológicas bem primitivas. São atraídos para o ambiente humano pela presença de amido utilizado em embalagens de papelão e na encadernação de livros. Por este motivo, são consideradas verdadeiras pragas em arquivos e bibliotecas.

O corpo mede cerca de dois centímetros de comprimento, apresentando uma coloração acinzentada com brilho prateado.Não possuem asas, mas locomovem-se com muita rapidez por superfícies verticais ou horizontais e são facilmente reconhecidas pela presença de dois ou três longos cercos localizados no final do abdome.

Algumas traças são antropófilas, causando prejuízos em acervos históricos, com destaque para as seguintes espécies: Acrotelsa colaris e a Ctenolepisma longicaudata.

É importante esclarecer que, muitas vezes, as traças são confundidas com uma pequena micro-mariposa da família Tineídeos, denominada popularmente falsa traça. Esses tineídeos produzem um pequeno casulo acinzentado, com a forma alongada e aspecto achatado que permanecem fixos nas paredes das edificações, ocorrendo também no interior de estantes, armários e gavetas. A principal espécie urbana é denominada Tinea pellionella.

Traças (Ctenolepisma ciliata) e Falsas traças (Tinea sp)

Medidas corretivas ou preventivas

  • Remover frequentemente a poeira dos móveis, estantes, quadros, cortinas e tapetes;
  • Evitar o acúmulo de papéis e roupas velhas, guardando-os em locais protegidos e submetidos à limpeza constante;
  • Vistoriar frequentemente, gavetas e móveis onde estejam guardados tecidos, roupas de cama e roupas de lã;
  • Guardar cereais e massas alimentícias em recipientes fechados.