Ilicura militaris (Tangarazinho)- João Rafael Marins

  

O extraordinário número de espécies vegetais e de fungos que ocorrem ao longo da Mata Atlântica é acompanhado por um também significativo número de espécies de animais nativos, constituindo um inestimável patrimônio natural da humanidade, oficialmente reconhecido pela UNESCO.

Parte da riqueza da fauna da Mata Atlântica já foi identificada, com mais de 1.300 espécies. Dessas, cerca de 260 são de mamíferos, como a onça-pintada e o mico-leão-dourado. Nela já se registram mais de 620 espécies de aves, 200 de répteis e 280 de anfíbios. É importante notar que das espécies animais identificadas mais de 560 são endêmicas, ou seja, só ocorrem na região da Mata Mtlântica.

Em 2012, o Inea criou a Gerência de Fauna (Gefau), lotada na estrutura da Diretoria de Biodiversidade e Áreas Protegidas (Dibap), para a fiscalização, monitoramento e proteção da fauna fluminense. O Estado, atualmente, tem a competência de gerir os criadouros que, anteriormente, eram de competência federal.

 

Categorias de uso e manejo da fauna silvestre em cativeiro, no estado fluminense

Em conformidade com o Acordo de Cooperação Técnica n° 24/2013 firmado entre Ibama e Inea, a Instrução Normativa Ibama n° 07/2015 apoiada ainda em diretrizes constantes da Instrução Normativa Ibama n° 169/2008, será a norma norteadora das autorizações para as categorias de uso e manejo da fauna silvestre em cativeiro no estado fluminense, até a publicação de norma equivalente estadual, de acordo com o cronograma de repasses estabelecido.

São as seguintes, as categorias:

I - jardim zoológico;
II - centro de triagem;
III - centro de reabilitação;
IV - mantenedor de fauna silvestre;
V - criadouro científico de fauna silvestre para fins de pesquisa;
VI - criadouro científico de fauna silvestre para fins de conservação;
VII - criadouro comercial de fauna silvestre;
VIII - estabelecimento comercial de fauna silvestre; e
IX - abatedouro e frigorífico de fauna silvestre.

 

 

Áreas de Soltura de Animais Selvagens - Asas RJ

Folheto explicativo com o passo a passo do cadastramento de áreas de soltura para download

 

.                                                                                         

Folheto explicativo da campanha para download e impressão

Atenção: Em caso de suspeita de comércio ilegal de animais silvestres ou outros crimes ambientais, você pode denunciar no Disque Ambiente do Inea (21) 2332-4604 ou faleconosco@inea.rj.gov.br

Outros contatos para denúncias:
Disque Denúncia Crimes Ambientais – 2253-1177 – 0300 253 11 77 (interior do estado) – de 2ª a 6ª feira, das 10 às 18 h  www.disquedenuncia.org.br
Disque Meio Ambiente da ALERJ – 0800 282 0230
 

 

Refúgio de Vida Silvestre Estadual Lagoa da Turfeira - documentos para download

Estudo Técnico preliminar para constituição de Área Protegida no Banhado da Kodak.PDF

Análise Integrada dos fatores bióticos e abióticos dos estudos complementares da Área da Lagoa do Polo Industrial de Resende.PDF

Apresentação Consulta Publica 27agosto2015. PDF

Proposta de criação do Refúgio de Vida Silvestre Lagoa da Turfeira REVIS La Turfeira.PDF

Limites propostos no formato GoogleEarth - REVIS Lagoa da Turfeira 27agosto2015.KMZ