Ilicura militaris (Tangarazinho)- João Rafael Marins

  

 

          A Mata Atlântica, patrimônio natural da humanidade reconhecido pela UNESCO, abriga uma diversidade incrível de animais, vegetais e de fungos. Mais de 1.300 espécies de animais vertebrados já foram identificadas no bioma, que também é considerado um dos mais ameaçados no planeta. Dessas, aproximadamente 620 são espécies de aves, 200 de répteis, 280 de anfíbios e 260 de mamíferos, como a onça pintada e o mico-leão-dourado, atualmente ameaçados de extinção. Dentre as espécies identificadas, mais de 560 são consideradas endêmicas, ou seja, só ocorrem no Bioma de Mata Atlântica.

          Em 2012, o INEA criou a Gerência de Fauna (GEFAU), integrada a estrutura da Diretoria de Biodiversidade, Áreas Protegidas e Ecossistemas (DIBAPE), cujo objetivo principal é implementar a gestão da fauna silvestre no estado do Rio de Janeiro. Nesse contexto estão contempladas ações nas seguintes linhas temáticas:
               • Regulamentação estadual do uso e manejo de fauna silvestre em cativeiro,
               • Resgate, Reabilitação e Destinação,
               • Levantamento e Monitoramento de fauna nas UCs estaduais,
               • Geração de Conhecimento, e
               • Conscientização Ambiental.

          Em 2016 houve a incorporação do Centro de Primatologia do Rio de Janeiro-CPRJ à estrutura da Gerência de Fauna.

          Em decorrência da publicação da Lei Complementar n° 140/2011, e da assinatura do Acordo de Cooperação Técnica entre IBAMA e INEA n° 024/2013, o órgão estadual vem recebendo o repasse de competências relacionadas à fauna silvestre em cativeiro, até então exercidas exclusivamente pelo órgão federal.

          Dentre essas competências destacam-se a Gestão da Criação Amadorista de Passeriformes-SISPASS e a Gestão de Empreendimentos Utilizadores de Fauna Silvestre-SISFAUNA.
 

 

Áreas de Soltura de Animais Selvagens - Asas RJ

Folheto explicativo com o passo a passo do cadastramento de áreas de soltura para download

 

 

.                                                                                         

Folheto explicativo da campanha para download e impressão

Atenção: Em caso de suspeita de comércio ilegal de animais silvestres ou outros crimes ambientais, você pode denunciar no Disque Ambiente do Inea (21) 2332-4604 ou faleconosco@inea.rj.gov.br

Outros contatos para denúncias:
Disque Denúncia Crimes Ambientais – 2253-1177 – 0300 253 11 77 (interior do estado) – de 2ª a 6ª feira, das 10 às 18 h  www.disquedenuncia.org.br
Disque Meio Ambiente da ALERJ – 0800 282 0230